Aracaju, cajueiro dos papagaios

Traduzido por Roxana M. Q. Fernández

Aracaju é a segunda capital planejada do país, atrás apenas de Teresina no Piauí e terra natal de algumas personalidades, principalmente do período da República Velha, dentre eles os Marechais Deodoro da Fonseca e Floriano Peixoto. O nome da cidade tem origem indígena cujo significado é o epiteto utilizado no título deste artigo (ará = papagaio e acayú = fruto do cajueiro).

A chegada a cidade foi um pouco conturbada, pois não tinha onde ficar hospedado e tive dificuldades para encontrar algo a um preço razoável. A salvação foi a pousada Bom Preço, que era razoável e estava próxima do aeroporto e pouco distante da orla da Praia de Atalaia, a principal da cidade.

Calçadão da Praia de Atalaia

A Praia de Atalaia margeia um dos bairros mais nobres de Sergipe e tem diversos atrativos além dos naturais, dentre eles muitas quadras poliesportivas, esculturas para celebrar personalidades do estado, centro de artesanato, kartódromo, brinquedos para crianças e uma unidade do Projeto Tamar.

Monumento aos Formadores de NacionalidadeMundo Maravilhoso da CriançaTartaruga no Ocenário (Projeto Tamar)Cavalo marinho no Ocenário (Projeto Tamar)

O centro histórico tem a diversos aparatos históricos em torno da Praça Fausto Cardoso às margens do Rio Sergipe, dentre eles a Ponte do Imperador (construída para o desembarque de Dom Pedro II em sua visita no ano de 1860), o Palácio do Governo, a assembléia legislativa e numa praça ao lado a Catedral de Aracaju.

Entrada da Ponte do ImperadorCoreto na PraçaCatedral de Aracaju

Outro lugar interessante de se visitar é o mercado municipal, que é enorme e tem uma variedade muito grande de produtos: frutas, flores e artesanatos. O local requer uma boa restauração, pois está bem descuidado.

Mercado Municipal de Aracaju

Algo interessante que vi nos ônibus de Aracaju é o leitor de digitais para quem tem alguma gratuidade ou desconto nas passagens, reduzindo a possibilidade de fraude. Outra vantagem do transporte metropolitano da cidade é a integração de linhas em terminais, sem o pagamento da salgada tarifa para o tamanho da cidade, que era de R$ 2,10.

A passagem por Aracaju foi muito rápida e não pude ver tudo que a cidade oferece, espero voltar e complementar ou fazer um novo artigo com mais informações.

Anúncios
Deixe um comentário

1 Comentário

  1. Aracaju, cajueiro de los papagayos « Perdidos por el mundo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: